fbpx

Conde & Paulo Nogueira: Sanders começa a liderar as pesquisas nos EUA

Share Button

The BRICS process and the financing mechanism: NDB and CRA | Prof. Paulo Nogueira Batista Jr.

In parallel to the Annual Meeting of the BRICS Network University (BRICS NU) – Economics, the University of Campinas held the 1stBRICS NU Winter School, from Aug 5th to 9th, 2019. This Winter School involved scholars and students from 23 different nationalities, creating an ambiance of very interesting and stimulating debates. It consisted of 2 Keynote Speeches, 14 Lectures, a Research Seminar and a Field Visit. The Institute of Economics – Unicamp make available here the Keynote Speeches and some of the Lectures. This Keynote – The BRICS process and the financing mechanism created by the group: NDB and CRA | Prof. Paulo Nogueira Batista Jr. (former Vice-president of the NDB and former Executive Director of the IMF).

Share Button

O Brasil não cabe no quintal de ninguém (2019, Leya)

O Brasil não cabe no quintal de ninguém, de Paulo Nogueira Batista Jr., é o relato dos bastidores da passagem de um economista brasileiro por duas instituições internacionais, o FMI (Fundo Monetário Internacional) e o banco de desenvolvimento criado pelos BRICS – o grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Durante mais de dez anos no exterior, ele participou da luta pela reforma da arquitetura financeira internacional após a crise de 2008 e enfrentou a resistência de representantes de países ricos. Antes disso, fez parte da equipe que negociou com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e os bancos credores em 1985-1987, durante o governo de José Sarney.

O lançamento do livro O Brasil não cabe no quintal de ninguém está previsto para final de setembro.

Share Button

Breve comentário sobre o acordo União Europeia/Mercosul

01/07/2019

Breve comentário sobre o acordo União Europeia/Mercosul

Posted by Paulo Nogueira Batista Jr. on Monday, July 1, 2019
Share Button

O Brasil e a economia internacional: recuperação e defesa da autonomia nacional (2005, Elsevier)

Este livro procura contribuir para que o Brasil supere definitivamente os descaminhos e problemas herdados da década de 1990 e retome o seu desenvolvimento como nação independente. O livro trata das relações econômicas externas do Brasil e está dividido em duas partes. A primeira aborda a dimensão cambial e financeira do relacionamento externo da economia brasileira e temas correlatos. A segunda, as negociações comerciais do Brasil, em especial a mais difícil delas – a Alca.

Share Button

A economia como ela é … (3. ed. 2002, Boitempo)

O livro de Paulo Nogueira Batista Jr. traz um ousado e provocativo enfoque sobre temas que marcam a atualidade: economia brasileira, “globalização”, dependência e desnacionalização, tributação e finanças públicas, política cambial e dívida externa, personalidades da cena brasileira, o quadro econômico mundial, o Brasil e sua inserção internacional. Em geral, o autor destoa das opiniões dominantes sobre esses temas. Segue sempre o caminho da independência, não subordinando as suas avaliações às de correntes doutrinárias, acadêmicas ou partidárias. Prefere os riscos da polêmica e do combate no plano das ideias.

Share Button

Da crise internacional à moratória brasileira (1988, Paz e Terra)

Da crise internacional à moratória brasileira, de Paulo Nogueira Batista Jr., constitui a primeira análise detalhada de um dos episódios mais controvertidos da história econômica recente do Brasil: a moratória de 1987.

O autor apresenta neste livro as razões que levaram o governo a suspender os pagamentos dos juros da dívida externa. Discute também as inúmeras conseqüências, internas e externas, desta polêmica decisão.

Tendo participado das negociações da dívida externa nos primeiros dois anos da Nova república, Paulo Nogueira descreve como a estratégia convencional se revelou incapaz de solucionar o problema da dívida eterna, posto que baseada na renegociação apenas do principal e na expectativa ingênua de boa vontade dos credores e reabrir, voluntariamente, os mercados financeiros internacionais ao Brasil.

O autor relata como o fracasso da estratégia convencional e a intransigência dos credores externos conduziram o governo brasileiro a uma postura mais realista na adoção de uma moratória unilateral, como forma de manter o nível das reservas internacionais do país e, sobretudo, de mudar qualitativamente o processo de renegociação da dívida externa.

Share Button

Mito e realidade na dívida externa brasileira (1983, Paz e Terra)

Ao analisar criticamente os dados e informações oficiais, Paulo Nogueira Batista Jr. identifica os problemas centrais de dívida externa do país, indicando a vulnerabilidade de certas noções. O texto esclarece questões como a política cambial, a renegociação competente definitiva da dívida, o mercado internacional de crédito.

Share Button

O Brasil destruído: há precedentes para o que estamos vivendo?

Share Button

Entre Vistas com o economista Paulo Nogueira Batista Jr.

Share Button