fbpx

Debate econômico em tempos de crise: manipulação e falsa pluralidade

Há formas de controlar o debate público que são muito conhecidas, entre elas o noticiário seletivo, a editorialização de reportagens

jornalggn.com.br

Gostaria hoje de ter uma conversa reservada com amigos e correligionários. Se algum bolsominion, pato, ou outro adversário qualquer, estiver extraviado por aqui neste momento, peço gentilmente que se retire.

Ler mais
Share Button

Donald, I love you

Versão ampliada de artigo publicado na Folha de S.Paulo em 16 de março de 2020.

A política externa brasileira causa perplexidade. Como pode um grande país, pergunta-se no mundo inteiro, comportar-se de forma tão inconsequente, subalterna e até ridícula? O Brasil, um dos gigantes do planeta, apresenta-se agora como um anão ignorante e ressentido.

Estranho, em especial, é o alinhamento aos Estados Unidos. Pelas suas dimensões territoriais, demográficas e econômicas, o Brasil não cabe no quintal de ninguém – frase que escolhi, et pour cause, como título de livro publicado há pouco. E, no entanto, como o pessoal se esforça! O esforço inédito para enquadrar-nos no quintal dos EUA é ao mesmo tempo chocante e intrigante. Este artigo é uma tentativa, talvez ilusória, talvez imaginativa demais, de captar a lógica da atual política externa, em especial da relação com o grande irmão do Norte. Pode bem ser, leitor, que não exista lógica nenhuma. Mas quero crer que exista, sim, algum “método nessa loucura”, como diria Hamlet.

Ler mais
Share Button

O coronavírus e o fim do voo de galinha

Os mercados financeiros internacionais se encontram, por sua vez, em fase delicada, após um longo período em que prevaleceu tendência de alta dos ativos, alimentada por políticas monetárias ultraexpansivas da parte dos principais bancos centrais.

https://jornalggn.com.br/noticia/o-coronavirus-e-o-fim-do-voo-de-galinha-por-paulo-nogueira-batista-jr/

Share Button

Política econômica brasileira passa por uma mudança silenciosa

 Por Paulo Nogueira Batista Jr.

Share Button

Redução apressada de tarifas de importação pode destruir a indústria

Paulo Nogueira Batista Jr.

Reina considerável tumulto nas relações entre o Brasil e a Argentina. Falou-se até em saída do Brasil do Mercosul ou em exclusão da Argentina. Não chegaremos a esses extremos, mas o quadro é, sem dúvida, preocupante. Deixando de lado ruídos políticos e declarações espalhafatosas, a questão central para o Mercosul é a intenção brasileira de promover abertura radical da economia. O Ministério da Economia planeja aparentemente uma redução rápida das tarifas de importação. Como o Mercosul é uma união aduaneira e não apenas uma área de livre-comércio, o plano precisa passar pelos outros integrantes do bloco.

Ler mais
Share Button

Quando o Brasil foi soberano

Share Button

Trump/Bolsonaro: um amor não correspondido, por Paulo Nogueira Batista Jr.

Share Button

O Brasil está atrasadíssimo no debate sobre a macroeconomia

Share Button

Brasil em perigo

Share Button

O Brasil destruído: há precedentes para o que estamos vivendo?

Share Button